O CALOR DO FRIO

EUGÊNIA CÂMARA

O inverno é uma estação do ano que se ama ou se odeia.

Para os amantes do frio, como é o meu caso, sempre irei ver qualidades nessa estação. Nesse período podemos tomar chocolate quente, comer pinhão, tomar sopas, apreciar um bom vinho, curtir uma lareira, assistir a filmes enrolada numa coberta sentada no sofá da sala e ler todos os livros prometidos que se leria durante o ano.

Não serei leviana a ponto de acreditar que a moeda tem apenas um lado. É evidente que existem os momentos inglórios do frio, tais como pés gelados mesmo de meias, vestir diversas peças de roupa na esperança de se aquecer e o pior de todos é o banho. Entra-se correndo e sai-se voando.

Mas vamos olhar outros aspectos desse período, por exemplo, o dia dos namorados. Vocês pararam para pensar porquê é no inverno? Simplesmente porque o amor precisa de dois corpos juntinhos, colados e abraçados. E isso só se consegue no frio, impossível tal ato no verão. Nessa estação o que mais queremos é distância das pessoas, e não é por causa da covid, deixando bem claro.

Por que a festa junina é no frio (obviamente aqui no Sul)? Por causa da fogueira – todos querem ficar perto para sentirem o calor-, do quentão que aquece além do corpo a alma também, come-se pipoca, amendoim, bolo de milho, rapadura, canjica quente e outros tantos quitutes apetitosos e que aquecem, de dentro para fora ou de fora para dentro.

Vocês já imaginaram comer tudo isso e depois beberem algo quente no verão? Inconcebível. Claro que exceções existem, mas não vamos falar delas; não agora, afinal estamos aproveitando o inverno.

É a estação de neve em algumas cidades, em outras tem geada – onde os campos ficam branquinhos, branquinhos. Mas também é a estação da chuva e da umidade, e sejamos realistas, tudo na vida tem um preço!

No inverno rigoroso (que não é bem o nosso caso aqui no Sul) os animais hibernam para acordarem na primavera. De alguma forma nós também hibernamos nessa época. E são apenas quatro meses, depois entramos na primavera, onde os pássaros começam a cantar, as árvores a dar frutos e flores, os animais se reproduzem e nós humanos, em alguns casos trazemos no ventre o fruto do inverno.